Quem é Rodrigo Battaglia?


Rodrigo Battaglia é a quarta contratação do Sporting.
É na minha opinião a melhor contratação de todas até ao momento.
Já acompanho o jogador há algumas épocas e posso arriscar que o Argentino tem todos os condimentos para singrar. Estará nas sua mãos (pés) dar o salto qualitativo para jogar numa equipa como o Sporting.
Vem de Braga, num negócio que envolve a cedência temporária de Jefferson e a cedência definitiva de Esgaio mais 3.5M (valores não oficiais).
É um negócio com algum risco tendo em conta os valores envolvidos, mas é um negócio possível e satisfatório tendo em conta que o jogador poderia assinar por qualquer clube em Janeiro.
Battaglia foi internacional sub-20 Argentino e vem como uma alternativa muito válida a Adrien. É um jogador que já conhece bem o nosso campeonato e não precisará de período de adaptação.
Esteve emprestado ao Moreirense mas foi no Chaves que deu o salto qualitativo que permitiu o regresso a Braga onde se impôs no meio campo minhoto.
É um box-to-box com um pulmão tremendo. Dá muitos metros com bola às suas equipas devido à sua passada larga. Percorre muitas distâncias com a bola colada ao pé o que permite esticar o jogo ofensivo da equipa. Resta saber se pode ter uma influência grande num meio campo habituado a posse de bola e de construção de jogo e a atuar no campo do adversário na maior parte do tempo da partida.
Mais-valias: Pulmão. É um jogador que percorre o campo todo.
Dá muita profundidade ao meio campo e é um jogador de bola no pé.
Tem qualidade no toque de bola e guarda muito bem o esférico. Tem facilidade no 1vs1 o que permite fazer muitas transições rápidas a partir do miolo.
É agressivo defensivamente impondo muitas vezes o seu físico para recuperar a bola. Tem um jogo aéreo bom o que permite aparecer muitas vezes a finalizar nas bolas paradas.
Limitações: Resta saber se pode dar o salto qualitativo numa equipa como o Sporting. Está habituado a jogar em equipas de transição rápida o que favorece mais o seu jogo e as suas características. Vai ter de "aprender" a soltar mais rapidamente a bola. Por vezes falha o timing certo do passe por reter demasiado a bola.

Nenhum comentário: