Manter o Rumo Certo ou voltar à deriva?


Desde certa altura, Madeira Rodrigues foi conotado com o Benfica, e o candidato sentiu-se na necessidade de sair a público com mais uma daquelas tiradas desesperadas a que já nos habituou:
"Sempre fui muito anti-benfiquista".
À partida, isto nem sequer devia ser assunto para um candidato a presidente. E, na verdade, aquilo que dizem ambas as versões é impreciso, redundante e indiferente:
A questão não é se MR está pelo Benfica, mas sim o facto de o Benfica estar por MR.
E é a isto que o candidato não consegue dar a volta. Por culpa própria.
Mais, nem sequer é só o Benfica: a generalidade dos nossos adversários, que estão empenhados em defender os seus interesses próprios, estão por MR.
Claro que a "máquina de propaganda" é a mais visível, ruidosa e militante. Mas basta folhear as páginas dos "nortenhos" OJogo ou Jornal de Notícias, ou ouvir certos comentadores "azuis", para perceber que é do interesse de todos eles promover tanto quanto possível MR.
O objectivo é claro: eliminar do Sporting aquele que se tem constituído como o maior obstáculo aos intentos adversários e capaz de manter o Sporting no crescendo que tanto os incomoda e perturba.
Desejam um Sporting enfraquecido, de volta ao estatuto de manso, que deixe de ser um adversário problemático, que permita o regresso de uma competição exclusivamente a dois, enfim, que pare ou até regrida no encurtar galopante das distâncias que eles durante anos tanto se esforçaram para ampliar.
E, para isso, sabem bem que não têm escolha: precisam de eliminar o férreo Bruno de Carvalho da equação.
A partir do momento que perceberam que a candidatura de Madeira Rodrigues servia que nem uma luva os seus intentos, porque estavam perante um candidato fácilmente comestível, sem qualquer capacidade de lhes fazer frente, sem chama, de programa vazio, agarrado a um populismo errático, sem ideias substantivas ou consistentes - algumas delas mesmo risíveis - agarraram-se a ele que nem uma lapa e apostaram as fichas todas nessa candidatura.
O pobre MR nem pôde fazer nada. Ainda mal tinha começado a campanha e já estava a ser comido de cebolada por adversários que se estão a borrifar para ele (nem "parceiros estratégicos" são!) e apenas precisam da sua inépcia patente.
E tem sido uma festa: CM, ABola, TVI24, DN, e demais piriquitos e papagaios da "máquina de propaganda" deram asas à imensa capacidade de hipocrisia que há neles... e vai de fazer campanha à séria por este candidato, colocando-o "sempre na frente"... das capas, da ordem do dia, dos assuntos relacionados com o Sporting.
Desde "sondagens" incrívelmente manipuladas, para o colocarem "perto de conseguir" (basta ver a respectiva ficha técnica, para perceber os intentos manhosos que fabricaram aqueles resultados!!!), a comentários e crónicas mais ou menos encapotadas mas sempre hipócritas, a títulos bombásticos e toda a sorte de descontextualizações e criação de sound-bytes, deitaram mão a tudo o que têm conseguido para tentar sujestionar os sócios leoninos a escolher o "salvador" MR, procurando alimentar a ideia de que "Bruno de Carvalho nem pensar!".
O único que adoptou uma versão algo diferente, diga-se em abono da verdade, foi o aparentemente "proscrito", Rui Gomes da Silva, que manteve a verborreia do costume: "Quero é que Bruno de Carvalho lá fique por muitos anos".
Está habituado a usar este tipo de pseudo psicologia invertida, plena de hipocrisia, para conseguir fazer passar os seus intentos junto da lampionada e tenta aplicar a mesma receita aos sportinguistas, na expectativa de que sejam pelo menos tão burros e em tão grande quantidade como na turba lampiã, para que caiam na léria e levem o resultado da eleição para onde lhe interessa.
Neste cenário, bem pode o desgraçado do MR tentar gritar o seu "antibenfiquismo". A "máquina de propaganda" vai continuar a promovê-lo com unhas e dentes e não há volta a dar-lhe: é o candidato que querem ver como Presidente do Sporting, ponto.
Dito de outra forma, é um candidato 2 em 1 para eles: é um instrumento na tentativa de abate de Bruno de Carvalho, e dá a total segurança de que nunca se tornará num adversário à altura no futuro.
Madeira Rodrigues não é benfiquista, mas o benfica é, definitivamente, "rodriguista"!
E o candidato, infelizmente para si próprio, só os tem ajudado, com os consecutivos tiros nos pés que tem dado. Como se não bastasse aquele deserto de consistência e substância que intitulou de "programa", ainda segue numa linha comunicacional errática, de um populismo barato, cheia de equívocos avulsos e tiradas cada vez mais desesperadas. É disto que eles gostam e querem: vazio e divisão!
No debate, em que tinha a possibilidade de emendar a mão, mostrar competência e demarcar-se do perfil fraco que está cada vez mais evidente, MR deixou bem a nú as debilidades que tem. Tudo expremido, sobrou nada ou perto disso: alguém sem chama, que concorre por pruridos e incómodos éticos, e pouco mais.
Não foi, por isso, sem uma boa dose de perplexidade, que se assistiu às palavras com que celebrou a "vitória" no debate (obviamente muito aplaudidas e propagadas pela "máquina de propaganda"). Um candidato que se mostrou sem envergadura nem perfil, sem um projecto digno desse nome, que recorreu a lugares comuns para resolver uma falta de conhecimento aflitiva dos dossiers e até da realidade Sporting, que não pestanejou em recorrer a sound-bytes, mesmo quando isso podia colocar em jogo interesses estratégicos do clube e da SAD, enfim, que mostrou muito pouco, para não dizer nada, com uma postura de uma pobreza "franciscana" e até contraproducente... e se vangloria de "ganhar o debate"... deixa qualquer um a pensar na justeza da escolha vermelha: colocando-nos na pele deles (e dos tripeiros também), ficou claro que este é, inevitavelmente, o candidato que lhes faz sentido apoiar.
E se fosse ao contrário, nós desejaríamos o mesmo! Não teríamos, decerto, uma "máquina" a tentar vendê-lo, mas identificado o "elo mais fraco" também iríamos puxar por ele, com fito no enfraquecimento do adversário!
Na mesma medida, importa-lhes tentar a derrota de Bruno de Carvalho ou, se não for possível, pelo menos tentar impedir uma vitória retumbante. Precisam como de pão para a boca de um Sporting degradado, seja pela promoção de uma presidência pífia, seja por uma divisão dos sportinguistas, tanto maior quanto possível, se a primeira opção não for possível.
Fez bem Bruno de Carvalho, ater-se ao concreto, ao substantivo, ao que verdadeiramente interessa e que qualquer um, com um mínimo de honestidade intelectual não deixará de lhe reconhecer. Para alguém que deu tanto, que conseguiu tanto e nos colocou numa rota ascendente persistente e em franca evolução, cair no logro da "conversa fácil" era o pior que podia fazer. Com isto, somou pontos atrás de pontos.
Um candidato a quem a única coisa que lhe é apontável é a questão de estilo e que, até essa, independentemente de se poder não gostar, se tem que reconhecer que tem dado esmagadoramente mais frutos do que aqueles que tem perdido, poderia ser uma tentação entrar nesse tipo de debate, mas seria também um erro. Mas Bruno de Carvalho não o fez, e fez bem!
BdC defendeu-se, é certo, mas outra coisa não seria de se esperar, tal a baixeza de alguns dos ataques produzidos pela lista A. Até porque já mostrou extensivamente que não é pessoa de se ficar ou submeter: geralmente vai de frente, venha quem vier, goste-se ou não.
E foi tudo, porque mais não interessava: a consistência, a substância, o nervo, a potência, a capacidade, estão do lado de BdC, e foi bom deixar a discussão nesse nível, porque são esses os factores que verdadeiramente interessam ao clube. Um nível que nos faltou durante quase duas décadas, de que foi extremamente difícil recuperar, mas que voltou pela sua mão e pelo seu mérito (e da direcção que dirigiu) e agora lhe dá todo o direito de o defender, tomar por certo e colher os devidos louros.
O Sporting está bem, muito bem e recomenda-se. E a generalidade dos sportinguistas constatam que, não obstante as dificuldades, está poderoso, no rumo certo e desejam mais e mais disso! Não vale a pena apresentar o rol incrível de feitos e concretizações que o comprovam, porque além de extensos são bem conhecidos e do orgulho de todos nós. Houve alguns erros aqui e alí, cada um teria "intervido" de forma distinta aqui e alí, mas até nos parcos erros não só a evolução foi notória, como os superiores interesses do Sporting ficaram sempre (e bem!) salvaguardados.
O Sporting que MR tenta "pintar", não só não existe, como o "caminho" que apresenta para supostamente o "resolver"... não obrigado! A "sublime" importância de ser "lavadinho", "educadinho", ainda menos - basta recordar essa era de "Sporting-das-tias" para se saber que... não obrigado, de todo! Essas são prioridades inúteis, inócuas, deslocadas e desinteressantes, a não ser, obviamente, para susceptíveis, para os adversários e, em particular, para a máquina lampiã. Para esses, é o candidato de tal forma perfeito que os deixa ainda mais empenhados e a salivar só da possibilidade.
Por meu lado, alheio aos interesses lampiónicos e totalmente indiferente à verborreia produzida pela sua máquina, avaliei os candidatos exclusivamente pelas suas propostas e desempenho, pela minha cabeça, e os meus votos vão direitinhos e sem pestanejar para Bruno de Carvalho.
Ouvi com atenção as duas candidaturas, li os programas, acompanhei o debate público, assisti ao debate em "nossa casa".
Não considero MR um benfiquista, nem um "inimigo", mesmo considerando algumas baixezas a que deitou mão (que vou considerar que foi por desespero) e alguns atropelos à estratégia e aos superiores interesses do Sporting, que não soube ou não quis evitar.
Não me deixei levar pelas estratégias de indução e manipulação vermelhas e azuis, mas não deixei também de ter que constatar a fraqueza patente do candidato, que os levou a promover e alimentar essa candidatura. E também a falta de competência que MR mostrou, quando foi incapaz de resistir a adoptar e usar sound-bytes vindos da tal "máquina", de que supostamente seria "anti", enterrando-se ainda mais.
Reconheço que MR se apresentou em manifesta desvantagem, por estar a concorrer contra aquele que é, já hoje e pela obra feita, um dos melhores Presidentes que o Sporting teve na sua história. Pelo menos (e na minha opinião) no meio século que levo de vida, eu que vivi e me lembro bem o tempo de João Rocha.
BdC não é perfeito, não está isento de erros, nem tem uma varinha mágica (também não o presume) que garanta os resultados desportivos que todos desejamos (a única coisa que nunca nenhum presidente poderá garantir, a não ser por demagogia). Mas, simplesmente, feitas as contas, as condições para sermos ganhadores são substantivas, consistentes e estão a ser melhoradas a cada dia, como é patente em todas as modalidades, incluindo o futebol.
BdC é um Presidente "brutal", que nos soube recolocar de volta no caminho certo. Tem um sentido estratégico apurado e a potência, a inteligência e o conhecimento (comprovado!) necessários para nos conduzir bem longe, como está patente pela imensa onda verde que voltou a sair à luz do dia e a dizer orgulhosamente presente. 
Respeito o facto de MR se ter candidatado, com o mesmo sentido de elevação que me merecerá sempre qualquer candidato ao nosso Sporting. Mas, pensando e pesando tudo, foi muito "poucachinho". Agradeço o seu esforço, embora um bocado inepto e atabalhoado, mas... não obrigado!
A única coisa que desejo neste momento é que nenhum sócio deixe de ir votar e que o faça o mais informadamente possível. Porque tenho a convicção de que, se assim for, Bruno de Carvalho não só vai ganhar, como ganhará com uma margem esmagadora, e isso é muito importante para o futuro a médio e longo prazo do nosso Sporting, bem mais do que as dores que causará aos nossos adversários e ao "seu" candidato desejado, Madeira Rodrigues.
Venham mais 4 anos de Bruno de Carvalho.
Venham mais 4 anos de crescimento e engrandecimento da potência do Sporting Clube de Portugal.
Venham mais 4 anos de orgulho!
Saudações Leoninas.

12 comentários:

Anônimo disse...

Nuno Saraiva, és tu?

Sportinguista disse...

Anonimo de 27 de fevereiro de 2017 20:48

Contrapõe...
Claro se conseguires...
Vomitar soubeste tu!

Anônimo disse...

ò anonimu das 20:48, certamente não será o Nuno Saraiva, mas sim a cona da puta da tua mãe lambuças/city lionnn.

Anônimo disse...


Investidor do Sporting suspeito de desviar 500 milhões
Ministério Público afirma que Álvaro Sobrinho se terá apropriado de forma indevida de uma verba milionária do BES Angola.

Sportinguista disse...

Anonimo de 28 de fevereiro de 2017 17:41

Diz o Ministerio Publico ou diz o CM?
Que cheiro a merda!

Anônimo disse...

Falidos trafulhas e invejosos eis o nosso clube..... tenho vergonha e penso seriamente em deixar de pagar as cotas.

Sportinguista disse...

Anonimo de 28 de fevereiro de 2017 19:49

Merda como tu não faz diferença e assim até fica o clube mais limpo e podes levar o ridiculo contigo e aproveitam e jantam no Barbas!

Anônimo disse...

Desnorte com tanta notícia das trafulhices do badoxa

Sportinguista disse...

Anonimo de 28 de fevereiro de 2017 20:01

Deduzo que falas do presidente do teu clube, o carnide!

Anônimo disse...

Se o Sobrinho roubou, o Sporting tem alguma coisa com isso? Vamos lá ter consciência, e não descambar.
Quando aos concorrentes ás eleições.
O novo, não vimos nada dele, e do velho, vontade não lhe falta, Sportinguismo tem a rôdos, mas ás vezes só isso não chega. Muito cá para nós. Foi um tiro no pé, contratar o JJ. Esse homem fez o impossível, ao serviço do n/ clube. Serviu mal o Sporting. Perder o campeonato o ano passado, é coisa sem perdão.
mas no dia 4 o Bruno terá o meu voto.

Anônimo disse...

No Chelsea os ingleses andam muito preocupados com os milhões dos Abramovichs, como foram "ganhos" assim como da maioria das SADs dos clubes Ingleses em mãos de russos, tailandeses, árabes e todos eles são milionários "limpos".

Ricardo gomes disse...

Para falar simples, andam aqui todos preocupados com o que diz o cm sim porque essa noticia vem do cm ( à te priva do contrario), preocupem se com o trafico de cocaina no vosso clubezeco com a fabrica de pneus do orelhas que elle mandou queimar, deixem de ir ao CA pedir favores e négociar resultados, toda a gente ja percebeu a cabala que existe contra o sporting e o seu présidente...é so colinho dentro e fora de campo, senao ganham bola, sim bola!!!