Uma pequena "história" sobre a bandidagem Croquette e seus primos!




“Os laços familiares e os negócios sempre uniram estas duas personagens, infelizmente o “negócio” Sporting também os uniu.
Em 1989 José Roquette foi notícia no escândalo da privatização do Banco Totta & Açores, onde o grupo Banesto obteve a maioria do capital à margem da lei.
Posteriormente José Roquette, juntou-se ao seu primo Ricciardi para ajudarem na reprivatização do Banco Espírito Santo em 1992.
Em 1995 ingressam no Sporting Clube de Portugal, com o intuito de o privatizarem. O início da privatização veio com a criação da SAD e com as diversas empresas externas ao Sporting Clube de Portugal, as quais escapavam do controlo dos sócios.
A primeira figura de cartaz que encontraram para esta missão foi Pedro Santana Lopes, para conseguirem ganhar as eleições. Desde 1995 que José Maria Ricciardi foi “presidindo” o Sporting no conforto do Conselho Fiscal. O primo José Roquette, com a saída de Santana Lopes, passou de Presidente do CF a Presidente da Direcção do Sporting.
O que se seguiu foi notório e do conhecimento público, um Sporting rico em sócios, em património, com equipas… Gradualmente foi perdendo expressão. A implementação de uma quota suplementar veio a afastar milhares de Sócios, o património foi sendo desmantelado, desportivamente fomos perdendo reduzindo modalidades, no futebol passou-se a gastar milhões ao desbarato para tentar ganhar títulos a curto prazo, colocando em causa o médio e longo prazo.
A falta de bases, como Sócios e a sustentabilidade financeira do Clube, tornaram o Sporting dependente da banca… Maus investimentos em jogadores e uma derrapagem brutal na construção do Estádio fizeram o Sporting acumular um prejuízo histórico.
Parafraseando o saudoso Presidente João Rocha “O Projecto Roquette liquidou o Sporting”.
http://www.record.xl.pt/Futebol/Nacional...Sporting/interior.aspx?content_id=261197
De 1995 a 2013, José Maria Ricciardi acumulou o cargo de membro do Conselho Fiscal do Sporting, com o cargo de Presidente do BESI, do Grupo Espírito Santo. Curiosamente o maior credor do Sporting era o Grupo Espírito Santo.
Durante estes anos as relações entre o BES e o Sporting confundiram-se em demasia, reestruturações financeiras por explicar, vendas de património, fundos de jogadores completamente lesivos para o Clube… O que foi sempre claro foi o cargo que José Maria Ricciardi ocupou em ambos os grupos.
Enquanto José Maria Ricciardi ia fazendo a suas negociatas BES/Sporting (vide casos EDP/REN/40% William Carvalho), o primo José Roquette afastou-se fisicamente, para fazer umas negociatas em Alqueva. Mais um projecto falhado e falido onde terá de devolver 7,2 Milhões de Euros ao Estado. 
Em Novembro de 2013, a rivalidade entre Ricardo Salgado e o primo José Maria Ricciardi pela liderança do Grupo Espírito Santo (GES) acabou por ser reveladora dos problemas no grupo, que se tornaram mais visíveis no prospecto de aumento de capital do Banco Espírito Santo (BES), divulgado em Maio deste ano.
Quando José Maria Ricciardi se preparava para assumir a tão esperada Presidência do Grupo Espírito Santo, rebentou a bomba… O Grupo Espírito Santo está falido tecnicamente.
Às holdings da família Espírito Santo “só” emprestou 980 Milhões de euros.
Tal como José Roquette fez no Sporting, o primo Ricciardi seguiu o mesmo exemplo e vendeu quase todas as acções que tinha no BES.
Tendo em conta este historial, ficam as questões:
Terá existido tráfico de influências no envolvimento entre o Banco Espírito Santo e o Sporting Clube de Portugal? 
Quem é que terá sido o maior lesado nesta relação?

6 comentários:

Anônimo disse...

"Em 1995 ingressam no Sporting Clube de Portugal, com o intuito de o privatizarem."

Explica lá isso melhor. Mas o Sporting era ou foi alguma vez património do Estado português por acaso?

Se calhar o que querias dizer era que tinham o objectivo de retirar aos sócios o poder de decisão. Tens que aprender a expressar-te melhor.

Sportinguista disse...

Hello?
cabeçudo este texto não é da minha autoria ou não percebeste a parte onde diz "Fonte"?
Calhau com dois olhos!

Anônimo disse...

Ok, mas mesmo assim a recomendação que te fiz mantém-se. E aplica-se o mesmo à tua educação.

Sportinguista disse...

Ok vou ter mais atenção com o pessoal que é fraco de vista, sempre são deficientes e precisam de ser respeitados!

Anônimo disse...

A besta a fazer o seu normal. Publicar lixo de outros sitios...

NGB disse...

A moral desta história é que todos os sportinguistas são trafulhas por natureza.