A voz do adepto leonino - "Todos somos Rui Mendes"


“O acordar cedo.
A noite mal dormida. Um título à espera. Uma Taça por ganhar. A ânsia de um dia de glória.
O cachecol no pescoço. A despedida da família com promessas de um dia para mais tarde recordar.
A viagem para Lisboa. O formigueiro na barriga a aumentar. As piadas de ocasião com os companheiros.
A chegada ao Jamor. O ambiente de festa. O aroma das bifanas. O convívio com os seus.
A alma Sportinguista cresce. O fervor também. Estou entre os meus. Os nervos confundem-se com a excitação do momento.
A hora do jogo aproxima-se. A romaria dos leões que preenchem a bancada. Os cânticos. As bandeiras. O respirar Sportinguismo.
A bola está' quase a rolar. O entusiasmo ao rubro. Os leões erguem a sua voz. O eterno rival será derrotado.
O jogo começa. Roem-se as unhas. Grita-se com o arbitro. Suspende-se a respiração a cada ataque do Sporting.
Os nossos batem-se como leões. As camisolas verde e brancas enchem de orgulho aqueles as envergam no campo e na bancada.
Os minutos passam. Um estampido do lado dos vermelhos. Uma espécie de foguete a cruzar o ar.
O olhar incrédulo. Uma dor tremenda no peito. A boca aberta sem som.
A bancada fria do Jamor. O coração a arder. Uma lágrima que não cai.
Um clarão entre os leões. Um olhar fixo no céu. Um esgar de dor interminável.
Um suspiro. Um último suspiro... o céu azul....
A eternidade…
Na bancada de pedra fria do Jamor jaz Rui Mendes.
'A sua volta uma multidão verde e branca, estupefacta, não quer acreditar na queda irreversível de um dos seus.
Um assassino cobarde, de vermelho, levou um pedaço de nós.
Naquele dia, naquele malfadado dia, caiu um Sportinguista, um adepto comum, um amigo, um pai de família.
Naquele dia, hoje e no futuro, todos somos Rui Mendes.
Um leão caiu. Uma memória eternizou-se...
Ideal 1906”

6 comentários:

Afonso Silva disse...

Por cada Leão que cair, outro se levantará!

Guto disse...

1 dia muito triste para mim, primeira vez que ia a uma final no jamor e encontrava-me na mesma bancada a uns bons 20/30 metros e foi horrível ver aquilo.Lembro-me que sai imediatamente da bancada mais alguns amigos e fomos embora incrédulos com o acontecimento.....porra estavamos ali para festejar o desporto e apoiar o nosso clube.Não sei se mais algum dia terei corajem de ir ao estádio nacional

Rei Leão disse...

Um enormissimo texto a tocar o coração, só é pena não referir o facto de antes desse very light terem mandado mais uns quantos que falharam o alvo... Aqueles cobardes filhos da puta...

Anônimo disse...

Um bom Sportinguista.. é de facto um sportinguista morto.

Saudações 33!!!

Anônimo disse...

Permitir a publicação daquele benfa empedernido que ofende profundamente o SCP, é uma atitude degradante que não abona nada quem a tomou!!!
Os índios também eram vermelhos mas foderam-se!
Sporticus

David Ferreira disse...

Isto foi a primeira vez que isto aconteçe em finais da Taça de Portugal