A voz do adepto leonino - "Agora é a minha vez no caso Bruma"


“Todos falam. Todos, diariamente, emitem opiniões sobre o caso Bruma.
Todos sabem o que se passa, e todos têm, inclusive, a solução.
Todos sabem o que deve, ou não ser feito.
Todos, neste momento são psicólogos no desemprego.
Talvez o mal de Portugal neste momento é haver demasiada gente com tempos livres.
Bruma quando foi lançado na equipa principal do Sporting disse para mim:
Este é igual ao Djaló com um pouco mais de técnica.
Alguém ouviu e disse que eu não percebia nada de futebol. E é verdade.
Não percebo.
Tanto é que agora olho para esta novela toda em torno do jogador com a indiferença de quem não percebe nada de futebol. O tempo ensinou-me que no que toca ao Sporting nunca vale entusiasmar cedo de mais.
Acabo sempre com as calças na mão.
Todos os anos há um ”novo Ronaldo”, “um novo Nani” a sair da Academia. Os adeptos precisam destas pequenas ilusões, daí criarem-nas eles próprios.
Todo este processo de renovação do Bruma está recheado de confusão. Primeiro o jogador dava prioridade ao Sporting, depois “adormeceu” quando era suposto comparecer numa reunião. Os representantes do jogador queriam apenas negociar com o Sporting, a seguir já se falava numa possível transferência.
Existem dois contratos (deve ser o único jogador que tem dois contratos), é tudo tão caricato em todo este processo que me custa a acreditar que a culpa seja só do preto. Não desta vez. O diabo não pode ser assim tão vermelho como o pintam.
O tempo foi passando e a renovação do Bruma foi se arrastando. E chegou a uma situação quase irrevogável - mas no verdadeiro sentido da palavra. Bruma vai, tudo indica nesse sentido, sair do Sporting. Ingrato – grita-se de um lado. Mercenário – grita-se do outro. Bruma passou de “novo Ronaldo” para “novo Paim”, pelo menos é essa vontade de alguns. Na minha opinião isso nem sequer faz sentido porque não deve faltar muito para o Fábio Paim ser um mito urbano.
Quer me parecer que se o Sporting quisesse mesmo renovar com o Bruma já o tinha feito.
Ele queria 1 milhão?
Sporting tem vários jogadores a receberem esse valor, ou até mais, e muito deles nem sequer merecem. O mal do Bruno de Carvalho foi ter subestimado. Quando afasta o Pini Zahavi do processo, Bruno de Carvalho pensa que estava "ganho”, não estava era a contar com o Bebiano Gomes, que a bom dizer, tem levado a melhor em todo este processo.
Bruno de Carvalho subestimou o Bebiano Gomes, talvez, como diz a minha mãe, por ser preto. Mas isto está igual ao tempo colonial, mas em bom. E aqui não se trata de racismo, porque hoje em dia já ninguém é racista.
 Vão se inventando uns eufemismos novos para coisa.
Bruno de Carvalho antes de se pensar em eleições já sabia que seria ele o próximo presidente do Sporting. Portanto ele sabe que basta ser ele o Deus que não faltará quem queira seguir a ceita. Bruno de Carvalho tem o apoio dos adeptos em todas as suas decisões, ou quase todas.
E sabe também que tem o melhor alibi de sempre: Godinho Lopes.
Isto é como na política, a culpa é sempre do que esteve aqui antes. O Bruno de Carvalho seguiu um caminho onde o desfecho só podia ser este. Tentaram fazer do Bruma o “exemplo” escolheram é o timing errado.
E só os mais virgens acreditam na tese de que tanto Catio Baldé, como Bebiano Gomes querem se aproveitar do Bruma.
Todos querem se aproveitar do Bruma, de uma maneira ou de outra. Tanto o Sporting, como o Bruno de Carvalho. Todos. O Bruma é neste momento uma carne morta rodeada de abutres.
E não me parece que Bruma esteja a falhar com o Sporting, como clube que o formou. Sporting não formou Bruma, tal como não formou J. Moutinho, Quaresma, Simão Sabrosa, Fábio Paim, etc.
Porque se o Sporting se dedicasse a formar os jogadores, no verdadeiro sentido da palavra, muita coisa que assistimos – e vamos continuar a assistir – seriam evitadas.
Formar um jogador, quer me parecer, que implica muito mais do que ensina-lo como se faz um remate colocado. É muito mais que isso. E isso Sporting não faz, talvez por ser o mais difícil. Então e o Cristiano Ronaldo, e o Eric Dier – perguntam-me vocês. É óbvio que estes jogadores já chegaram à Academia com uma outra maturidade, e não foi o Sporting a impingir-lhes isso.
Longe vão os tempos em que para se contratar/renovar com jogadores africanos bastava um cacho de bana e um par de chinelos. Aliás o mal do Bruma, atrevo-me a dizer, é não ter nascido em Angola.
Para terminar, parece obvio que já não há condições para o Bruma continuar no Sporting neste momento, caso se venha a provar que ele tem mais um ano de contrato.
Carlos Pereira”

6 comentários:

Anônimo disse...

Finalmente, um bom texto neste blog! Coisa rara, e a ser celebrada.

Sportinguista disse...

Hurra, hurra!
Então e vamos festejar como da ultima vez?
Se assim lá vais tu estar mais uma semana sem conseguir andar!
Se é um bom texto não o comentas porquê?

Faria disse...

O Sporting está a dar muita importância ao Bruma e aos seus agentes, já se viu que ele não quer continuar no clube, por isso acho que o melhor é encaixar algum dinheiro e ele que vá embora..
Acabem de uma vez por todas com as sanguessugas na academia e esqueçam gente desta!
O Bruma que vá colher bananas com o cú, não quer estar no Sporting então que se lixe, o que interessa são os que lá estão de corpo e alma, os mais novos podem ainda não ser reconhecidos, mas vão ser, o javardo do Bruma também foi o SCP que o deu a conhecer ao mundo..

Kevin Vilanova disse...

Esta crónica deveria ter acabado quando diz:
"...Talvez o mal de Portugal neste momento é haver demasiada gente com tempos livres."

Anônimo disse...

Talvez o Sporting deva vender os seus direitos a Benfica TV se tiver mais lucro que a Sport TV.

Anônimo disse...

De vez em quando aparece um bom texto neste Blogg!!

Claro que tinhas que estragar tudo com o teu comentário ás 18h21min..


continuas triste...