A voz do adepto leonino - "A estratégia do talvez dê certo"


“Caros sportinguistas, escrevo estas linhas para me penitenciar.
Eu sou daqueles que por vezes tenho criticado as últimas direções do Sporting, chegando vejam só, ao cúmulo de dizer que o Sporting é um clube sem rumo e sem estratégia.
Como é possível eu não ter percebido a estratégia das direções dos últimos 10 anos .
Ela sempre foi bem patente e só os distraídos ou mal dizentes, nos quais eu confesso estar incluído.
A estratégia que marca o rumo do clube nos últimos anos é a do " talvez dê certo".
Reparem aparece o famoso projeto Roquete, endividámos-mos e ficamos reféns da banca e "talvez dê certo".
Vamos buscar um treinador italiano de segunda que nada conhece do futebol português e "talvez dê certo".
Não deu certo, vamos buscar o Inácio e" talvez dê certo".
Não é que deu?
Na época seguinte, os resultados não apareceram e despede-se o treinador que nos levou ao título e "talvez dê certo".
Vamos buscar o Manuel Fernandes que ganha a Supertaça e no final da época vamos buscar um romeno pouco conhecido, para treinar uma equipa fabulosa , a que se junta milagrosamente um ponta de lança fabuloso e "talvez dê certo" .
A verdade é que deu.
Isto vem apenas confirmar o brilhantismo da estratégia escolhida.
Em estratégia vencedora, não se mexe e para substituir o treinador campeão vai-se buscar o adjunto do Real Madrid e "talvez dê certo".
Não deu mas a estratégia é brilhante, vamos buscar o treinador dos juniores e “talvez dê certo”. Não correu mal, o treinador era bom, vamos desinvestir no plantel e “talvez dê certo”.
Não deu mas para aqueles que dizem que falta convicção nos projetos os homens mostram que o rumo está traçado e nada os demove e a  um plantel fraco vamos juntar uma série de treinadores fracos e “talvez dê certo”. 
Mais uma vez não deu mas convicção não nos falta elegemos uma direção de continuidade e “talvez dê certo”.
O projeto com uma estrutura e treinador bem definido, “era para dar certo”.
Até agora não deu.
Há que voltar ao “talvez dê certo”.
Vamos buscar o treinador dos juniores e “talvez dê certo”, perdemos a final da Taça de Portugal mas renova-se o contrato com o treinador e “talvez dê certo”.
Ops, não deu certo, convicção é o que não nos falta vamos buscar o treinador da equipa B e vamos deixando andar as coisas e “talvez dê certo”.
Bem peço desculpa por só passado tanto tempo perceber a estratégia do clube mas ainda bem que existem os iluminados para nos por a “nós lunáticos” na ordem.
Ricardo Dias”

Nenhum comentário: