A voz do adepto leonino - "Também seremos capazes de dizer não?"


“Desde há uns quantos anos, depois de tantos e tantos terem dado o seu amor verdadeiro ao Sporting, há quem, apregoando-o, disso se aproveita, numa relação prostituída que, findo o que a originou, rapidamente se desfaz.
Relações fugazes, cuja perenidade está apenas na sequência de uma “linhagem” que, aos poucos, destruiu o Sporting.
Para mim, é hora de denunciar os “amores” que a ganância activa e a penúria destrói.

É hora de sermos exigentes e decididos na definição do futuro do Sporting e na preservação dos seus princípios desde há muito desrespeitados e, também, da defesa dos valores que nos faziam diferentes mas que procedimentos impróprios acabaram por tornar vulgares.
Tempos passaram em que, orgulhosamente, podíamos apregoar a diferença que nos fazia melhores do que os outros eram. Felizmente, vivi esses momentos. Mas hoje estamos a um pequeno passo de uma diferença diferente, a de não temos a coragem de, como outros fizeram, dizer NÃO àquilo que não queremos!
O Sporting está conspurcado por actos impróprios de si, descaracterizado por mentes que adulteraram a sua gloriosa história, desconsiderado por oportunismos que se aproveitam dos seus generosos princípios e ridicularizado por empáfias que tentam disfarçar a incapacidade absoluta para o representar!
O que resta do amor que a força de uma vontade fez nascer e a generosidade de um ideal engrandeceu, não passa de um cada vez menor pedaço do grande sentimento sportinguista que encheu o mundo, à boa maneira dos que, muito antes, o deram a conhecer!
Hoje o Sporting arrasta-se penosamente, apesar das falsas esperanças que cínicas promessas alimentam e agarra-se a fugazes vitórias em jogos que, antes, apenas seriam para cumprir calendário, para pensar que o futuro, finalmente, chegou!
E pode chegar, mas não será guiado pelos que agora e num passado recente se serviram do Sporting e enganaram os sportinguistas que, infelizmente, não foram fortes bastante para os enfrentar!
Antigamente dizia-se que “os cães ladram mas a caravana passa”.

Mas hoje quase não há cães vadios que ladrem às caravanas, nem nós temos razões para fazermos as que tantas vezes, por esse Portugal fora, mostraram o nosso orgulho de sportinguistas.
Já nem existe, sequer, a coragem ou, pelo menos, a ingenuidade que diga, ao rei empertigado que se passeia enfeitado por supostas vestes diáfanas, que “vai nu”!
Francamente, já mal conheço este Sporting que se não rebela contra a adversidade e se deixa levar pelos caminhos da desgraça.
É a hora do amor verdadeiro, afirmado na militância do sportinguismo real e apoiado no conhecimento e no saber. A hora está a chegar e os sportinguistas terão de saber distinguir entre quem ama o Sporting e quem diz amá-lo, entre quem poderá recuperar o Sporting e quem nele apenas pretende defender interesses que, ao longo dos últimos anos, o foram destruindo.

Rui de Carvalho”
Podem ler (aqui).

2 comentários:

MaximinoMartins disse...

E há quem pense defender o Sporting com as atitudes que toma...e mais o enterra...!!

Espero que os sócios presentes "tenham os pés assentes no chão e a cabeço no devido lugar..."...

Anônimo disse...

É engraçado, ainda este mês se defendia que o Sporting tinha de aprender com o Benfica e o Porto a fazer negócios, que esses clubes faziam vendas milionárias e que só assim se conseguia títulos e saúde financeira.

Afinal, vamos a ver e parece que essas vendas não têm grande influencia nessa saúde!

Então o benfas que vende tão bem e investe rios de dinheiro, ganha 1(só?) campeonato e taças da liga e mesmo assim parece que está mais falido que todos os outros! Até começa a preocupar-se com o facto do Sporting não ter vendido os seus melhores jogadores! E começa a falar em ordenados mais baixos e de acordo com a realidade (quanto ganha o Aimar? Quanto ganhava o Saviola e o witsel? E o Javi? E quanto ganha o Jesus?). E a aposta na formacao?! Afinal quem é que anda a gerir com os pés na terra?!

Já no Porto, deixa sair as contas. Pagam ainda mais que o benfas. Ganham títulos mas depois lá se vão as dirás amadoras que já eram profissionais! E nesta gestão não nos podemos esquecer da fruta, viagens e das mais recentes reuniões para veto de arbitros.

É esta gestão, que os nossos comentadores desportivos tanto gostam de elogiar, que o Sporting deve seguir? Ou será que como agora o orelhas já acha que deve ter salários menos escandalosos, que se deve apostar na formacao, esses comentadores vêm dar o dito pelo não dito?

Tem sido assim quanto à arbitragem (ou têm atitudes de louvar, quando boicotam o Sporting, ou têm de reconhecer os erros e ouvir dizer que sao corruptos quando o suposto prejudicado é o benfas) quanto às agressões (se for o luisao o arbitro é parvo, se for o JP ou um vermelho estúpido ao Labyad o arbitro tem toda a razão) quanto às falências técnicas (se for no sporting merece primeira pagina e ouvir a oposição, se for no benfas leva com um rodapé e vão-se ouvir as casas do Benfica pois mamam do mesmo)...

O Sporting este ano tem tudo para ganhar. Mesmo com erros que se possam apontar e jogos menos felizes.

O benfas em ano de eleições está como se vê, tendo perdido jogadores nucleares.

O Porto, se conseguir aguentar até final do campeonato sem vender mais ninguém (duvido muito) vai ser forte mas deixou de ter a explosão que o Hulk transmitia à equipa.

Se nós, adeptos e simpatizantes, apoiarmos até ao fim a equipa, treinador e direcção (julgando no final o seu trabalho) acredito que podemos ser felizes.

O plantel com ou se ajustes em Dezembro é bom. Tem garra e querer. Tem os ordenados em dia e é bem tratado pelo clube. Pode ter o carinho da melhor massa adepta de Portugal.

Mesmo quem está contra esta direcção tem de reconhecer que eleições agora, despedimento de treinadores, ... só criará no imediato confusão, hipotecando a presente época. No final façam-se os balanços e tirem-se as conclusões. Barulho agora só vai prejudicar a equipa.

Podemos criticar mas nunca deixando de apoiar. O que não podemos ê admitir que alguns, de forma até venenosa e traiçoeira, desejem o insucesso fim de semana após fim de semana para precipitar a queda da direcção, pois outros objectivos perseguem.

Vamos emitar os adeptos do Celtic e do rangers que todos os jogos, do principio ao fim, apoiam, gritam, cantam e dão também o litro pelos seus jogadores e clube. Seriamos ainda mais fortes e de certeza que atras disso viria muito mais respeito da parte de arbitros, liga, comunicação social e equipas adversarias.

Eu farei a minha parte. E vocês?

Tuga72