A voz do adepto leonino - "Edit Mode para o Sporting"


 “Os meus mais sinceros cumprimentos aos leitores do Sporting Até Morrer.
Li com uma certa dose de perplexidade os comentários do Dr. Eduardo Barroso.
Sinceramente, esperava mais.
Devo confessar que não o via neste papel claramente infeliz.
Devemos assumir posições, confrontar decisões, aceitá-las contrariados, demitirmo-nos, explica-las sem ofensa uma vez para que todos entendam, e guardar o silêncio como se de ouro se tratasse.
É assim uma espécie de manual prático e conciso de como se devem estruturar posições e tomar decisões quando fazemos parte de uma organização, de uma empresa, um departamento, um clube, um movimento.
E claramente, eu não sou pessoa para ter de transmitir tais ensinamentos a um cavalheiro de tão tenra idade.
A si, eu cairei no ridículo por ousar critica-lo, porque por mais razão que tenha a sua posição social fará a sua defesa.
Eu ficarei a sentir-me ridículo por chamar a atenção a uma pessoa mais velha.
É assim como ir na rua, e ter de separar dois velhotes que se embrulham a pancada.
Temos vontade de o fazer, mas sentimos sempre um certo sentimento de culpa, porque era suposto a idade ajudar ao conceito de bom senso.
Só espero que no meio disto tudo, o Bruno de Carvalho, e refiro-me a ele pois foi oficialmente o segundo candidato mais votado, não diga nada.
Não se meta nisto caríssimo Bruno. Os Sportinguistas saberão e muito valorizar isso. Não se envolva com patetices.
Ou melhor, não se envolva nesta patetice que está a acontecer. Volte quando puder, e quando o momento chamar.
Mas curioso não?
Afinal o tal candidato que era uma espécie de Vale e Azevedo, ainda é o tipo com mais classe.
E esta hein?
E olhe que nem votei em si. Mas sem por em causa as suas capacidades, duvido que fizesse pior.
Melhor só o Adrien a dizer uma coisa num dia, e  ser desmentido por carta pelo seu representante no outro.
Os pais dos jogadores, os “twites” apressados, os bitaites de dirigentes,  os sacos de gatos, os ex-administradores com processos em cima, ex-administradores que julgavam o Sporting ao nível futebolístico de Real Madrid e  Barcelona em escassos meses, que depois vão  embora e toca a bater no ceguinho.
Jogadores de selecção que não renovam, jogadores que voltam de lesão e são titulares na hora, mas depois vem a pré-epoca e já não jogam.
Situações.
Até quase que podia dizer, que saudades do meu velho Sporting.
Mas o Sporting tornou-se como aquele sujeito de quem tomamos só por conhecido e passa a vida a ligar para combinar actividades sociais.
Ainda não ganhamos afeição ao tipo, para depois lhe ganharmos saudade, e já nós estamos fartinhos de o aturar.
Assim anda o Mundo do Sporting. Já nem podemos ter saudades das parvoíces das épocas.
Agora começam logo ainda rola a bola nos trofeus de pré-epoca.
O Sporting tornou-se uma espécie de exemplo de como não gerir nada na vida, nem a mais simples mercearia, sem desprezo para com o pequeno comercio, que esses ao menos possuem livro de devedores, coisa que com o Sporting é sempre mais difícil de descobrir.
Aliás no Sporting, chego a conclusão que não devemos dinheiro a ninguém. Porque se devemos, estamos a trabalhar mal.
Devíamos adotar a mesma politica que temos para com os seus sócios e adeptos quando se trata das vendas de activos.
Não divulgar nada. Podia ser que assim até os credores ficassem baralhados e desistissem de cobrar.
Não sei por quanto dinheiro se vende (Zapater), se já saíram ou não (Torsiglieri), ou se alguém paga mesmo o Grimi ou o Luis Aguiar.
É uma espécie de “cheat” ao bom estilo burlão do Football Manager.
Jogamos tanto daquilo, que quando já não têm piada, enchemos os cofres do clube a força do EDIT MODE e compramos tudo o que é jogador na esperança de descobrir algo que ainda não descobrimos em 3457890 horas de vício.
Depois como não precisamos, vai de oferecer jogadores que custaram fortunas por meio tostão só para não encherem o plantel de reservas.
Pena o Sporting não possuir um EDIT MODE.
Pena as parvoíces não possuírem como certos filmes aborrecidos a tão desejada palavra FIM.
Comento hoje, antes que chegue a glória ou a derrocada. Assim posso opinar com a certeza que desejo do fundo do coração enganar-me, e com a certeza de que do fundo da minha cabeça isto começa a cheirar a mais uma época de tontice.
E basta chegar a primeira derrota.
O primeiro tombo.
E vozes irão surgir dizendo que os adeptos do Sporting não têm paciência nenhuma.
E alguém nos pode condenar?
Existe má gestão, boa gestão, boas decisões e más decisões. E existe tontice.
Assim como aquela tontice de ouvir programas desportivos com aqueles comentadores sabichões, que falam com voz de sabedoria.
“ O Adrien é o melhor médio do Sporting”!
Lembra-me aqueles actores medíocres que quando passam no casting, andam nas gravações com a cabeça tipo cata-vento atrás da camara para terem mais 0.5 segundos de fama, que o papel de 10.2 segundos não consegue dar.
Existem comentadores assim.
“Deixa-lá ver…hummm…
Eu escrevo há muitos anos, já corri os estádios todos, percebo muito de bola.
Mas ando triste, a malta só quer é ouvir um tal de Lobo.
E a mim?
Já ninguém liga?
Qual o plano?
Lançar bacoradas assim a sorte, não vá mesmo o Adrien até se fazer jogador, para sua Santidade dizer:
”Lá está, eu disse. Eu disse.”
 Se falhar, não faz mal, ninguém se vai lembrar.
Faz lembrar os velhotes, que partem coisas e queimam dedos em tachos para chamar a atenção.
Mas existe uma diferença.
Os avós são fofos e é uma profissão não-remunerada.
O ADRIEN fez uma época boa? Fez.
É bom Jogador? É.
Devia ficar? Devia!
Pronto. Basta afirmar assim. Sem exagero. Sem parvoíce e deixar o que resta nas mãos do futuro.
Sinceramente com a humildade de que me prezo, acho que não percebo absolutamente nada de futebol.
Por isso devia haver um EDIT MODE só para mim. 
Um EDIT MODE para o meu Sporting.
Ao menos assim, sempre podia voltar atrás e corrigir de novo.
Mas não tinha a mesma piada pois não?
Saudações Leoninas
Pedro Silva”

2 comentários:

Anônimo disse...

Quanto ao Dr. Barroso só tenho a dizer uma coisa:

Admiro que tenha mantido a sua personalidade e carácter e não a tenha mudado como quem muda de cuecas. Desprezo aqueles que não conseguem manter a mesma personalidade, a esses apelido de "falsos".

É a minha opinião quer gostem quer não gostem.

Para quem não sabe o que significa personalidade, fique a saber que personalidade é o conjunto de características psicológicas que determinam os padrões de pensar, sentir e agir, ou seja, é a individualidade pessoal e social de alguém.

MaximinoMartins disse...

É a sua opinião que respeito, mas com a qual não concordo...
É verdade que o dr. Eduardo Barroso tem todo o direito à sua personalidade, mas nunca poderá esquecer que para além de adepto é o Presidente da Assembleia geral do Sporting e como tal, o representante de todos os sportinguistas...
A ele se deve em último lugar, que tente manter o Clube unido...
Ninguém diz que o dr Eduardo Barroso deverá ficar calado...o que se exige é que fale onde deve...e não é nos jornais...