Relato de mais uma AG vergonhosa


“E hoje foi mais uma Assembleia-geral do nosso Clube com cerca de 200 pessoas presentes…
 Independentemente da minha opinião pessoal sobre os assuntos é triste verificar que tão poucos sócios se interessam com o que de facto se passa com o nosso Clube e afinal tantos milhares comentam todos os dias no facebook o mesmo.
 Bem sei que de 3 milhões de adeptos apenas cerca de 30 mil são sócios pagantes mas mesmo em 30 mil a participação é sempre muito fraca e não acredito que os que comentam na net quase nenhum seja associado.
 Assim tudo é sempre aprovado de qualquer forma e o Sporting necessitava de ver as coisas aprovadas com a força de quase todos os sócios e não sempre de apenas os mesmos 200 que determinam quase sempre o mesmo resultado e as mesmas questiúnculas sem interesse nenhum dando hipótese a que a Direcção nunca explique as coisas como deve de ser nem responda a nada que seja questionado.
 Hoje não fiz nenhuma intervenção de intenção de voto fazendo apenas questões específicas sobre as matérias em causa e no período antes da ordem do dia questões sobre a actualidade sportinguista. Nenhumas das minhas perguntas foram respondidas pela Direcção, sabendo eu que as questões que apresentei deveriam ser de todos e para votar com consciência as respostas eram fundamentais.
 Afinal parece que as Assembleias-gerais do Clube não servem para discutir os assuntos do Clube, nem mesmo os pontos de ordem, pois quem tem questões ou é burro ou da oposição… Um exemplo gritante do estado a que chegámos: uma das questões que fiz nos assuntos prévios (e apenas como mero exemplo) era para o Eng. Godinho Lopes e perguntei: “Sabia, conforme afirmado publicamente por 2 ex vice-presidentes, no caso Carlos Barbosa e Paulo Pereira Cristóvão, que se assinava contratos “de cruz” no Sporting? Resposta: “pergunte a eles”. Bastava um sim ou não mas nem esta simples pergunta teve resposta.
 Na vida temos de aprender lições todos os dias e depois de tantas Assembleias-gerais digo aqui em publico o que aprendi em definitivo:
 a) Que a maioria dos sócios do Sporting está alheado da vida corrente do Clube e com isso não contribui para que, seja qual for a direcção, esta tenha de fazer sempre mais e melhor durante o seu período de mandato, sabendo eu, apesar disso, que os mesmos sócios não fazem isso em período eleitoral o que do mal o menos;
b) Que 90% das pessoas presentes nas Assembleias gerais não se informam previamente sobre os assuntos que vão ser discutidos mas que muitos deles, sobretudo os mais velhos presentes, também não o acha necessário, esperando sempre que a Assembleia Geral termine rápido para se votar sim seja lá o que isso queira dizer de bom ou mau;
c) que existe sempre pelo menos um elemento em cada Assembleia geral a quem é dada a oportunidade de fazer uma intervenção completamente despropositada e desprovida de cabimento dentro dos pontos de ordem e muitas vezes mesmo de conteúdo, sendo mesmo a maioria dessas intervenções ofensivas e merecedoras de reprovação total pelo Universo Sportinguista. Nas primeiras AG do último ano, e apenas mencionando aqui alguns exemplos, posso salientar as intervenções de Carlos Barbosa, após a saída do mesmo, na penúltima, Rogério de Brito e nesta Jaime Mourão Ferreira;
d) No seguimento do ponto anterior que esta Direcção permite, durante as Assembleia gerais, aos seus membros fazerem acusações e insinuações a sócios e sobre sócios sem nenhuma tomada de posição do seu presidente a condenar este comportamento, que não pode ser a imagem e realidade deste Clube que tanto amamos. Anteriormente foi o vice-presidente Carlos Barbosa a fazê-lo e hoje o seu vogal Ricardo Tomás;
e) que afinal de nada serve querer debater os assuntos nas Assembleias gerais, o tal lugar apelidado por muitos como o local “certo”,  pois nas mesmas nada é esclarecido pela Direcção que nem sequer responde às perguntas que lhe são feitas. Pelo que não aceitarei mais “lições de moral” de que o único local onde os “verdadeiros” sportinguistas devem falar é nas assembleias-gerais pois as mesmas não têm essa missão. Terão um dia quando as regras e práticas deste Clube forem “democráticas no seu pleno sentido” e não se permita que cada assembleia-geral seja uma “operação comercial e de cosmética” e não de debate sério e evoluído;
f) Que eu intervenha com discursos ou com meras perguntas serei sempre atacado e ofendido pela direcção e pelos sócios que estão sempre com o denominado “poder”, sendo que por muito que isto aborreça por ser tão patético e repetitivo acaba por me deixar orgulhoso porque denota que está claro para todos que seja eu a favor ou contra qualquer medida desta direcção nunca me confundi nem confundirei com a mesma.
 E assim posso resumir as assembleias-gerais do Sporting e especificamente a de hoje, acabando como comecei… e hoje foi mais uma Assembleia-geral do nosso Clube com cerca de 200 pessoas presentes.”

10 comentários:

Anônimo disse...

É tudo mentira mas claro está, é preciso lá estar para saber. Coisa que este "sportinguista" não poderia porque nem é sócio.

Eu estive lá. E o que vi foi o presidente a responder a todas as questões do Bruno Carvalho, mesmo as mais idiotas. E vi o Bruno Carvalho chamar mentiroso ao presidente, o que torna mais incrível vir depois dizer que são os membros da direcção que o insultam. E vi o Bruno Carvalho ir 5 vezes ao palco, inclusivé invocando a defesa da honra, o que é engraçado quando é ele que ofende todos os que lá estão. E vi o Bruno de Carvalho dizer que fala em nome de todos os sportinguistas e depois não aceitar o resultado das votações.

Este Bruno de Carvalho é um canalha da pior espécie. Inslta toda a gente e depois arma-se em vítima e faz-se de virgem ofendida.

O que vale é que a maioria dos sócios já o tomaram de ponta e sabem bem o que ele (não) vale.

Quanto a ti "sportinguista", cobre-te de vergonha porque és uma vergonha.

Sportinguista disse...

Oh rapazinho viste-me dizer que estava de acordo com o que o BdC escreveu?
O texto é da autoria do mesmo...aprende a ler...o titulo tem a ver com o nº de pessoas presentes...200 pessoas?

Anônimo disse...

A AG é aberta a toda a gente, só não vai mais gente porque não quer. E hoje o nosso clube faz anos e mesmo assim só sabes mandar a baixo. Aqui a única vergonha és tu dizeres que és sportinguista.

Anônimo disse...

Para comentares 200 sócios colocas um texto da autoria deste senhor e porém não estás de acordo com ele.

Está bem ó sócio..

És mesmo pequenino.

Anônimo disse...

Dizes mal por só irem 200 pessoas mas tu também não meteste lá os pés... Mesmo quando vão 50.000 ao estádio tu também não vais, nem percebo qual é o meu espanto...!

Juca disse...

Acho que isso do Bruneco é mesmo falta de carácter. Já começa a fartar. Maldita a hora que votei nesse personagem... Enfim, Deus nosso senhor é pai de cada Car(v)alho

Anônimo disse...

Afinal qual é o relato da Assembleia vergonhosa,explica-me lá tu por que foi vergonhosa a assembleia??Já agora pergunto,estiveste presente????

Sportinguista disse...

Parece-me a mim pelo dizes tb não estiveste...

Anônimo disse...

Portanto, um post que é copia do face do bruno carvalho (mais um...) mas o titulo refere-se aos 200 sócios que lá foram...e não tem nada a ver com o post, pois claro que isto faz todo sentido mas só na tua cabeça limitada claro está.

Anônimo disse...

"Por qué no te callas...?"