A voz do adepto leonino - "Preparar a próxima época, o que falta para vencer"

“Todos temos de reconhecer que esta época foi o ano zero: com tantas contratações seria impensável pedir muito mais. A heroica caminhada europeia veio demonstrar que a este plantel faltam ainda algumas coisas essenciais. Mas o principal foi recuperado: a garra, o jogar à Sporting, sob o comando de um dos leões que mais admiro – Ricardo Sá Pinto.
Independentemente de conseguirmos ou não o apuramento para a Champions, julgo ter sido construída uma base sólida que com alguns retoques nos permitirá voltar a sonhar com títulos.
Também não será um grande drama assumir que alguns jogadores irão sair – o mercado assim o ditará – uma vez que algumas opções pouco utilizadas perspetivam um bom rendimento.
 Vendas esperadas:
Rui Patrício – por uma verba a rondar os 15milhões (tudo o que vier acima disso será excelente);
João Pereira – 6 a 8 milhões (boa verba para jogador com 28 anos);
Carriço – 5 a 7 milhões (fez bom final de época mas é um ativo que pela sua polivalência nunca irá valer muito mais);
Vendas excecionais:
Ricky – nunca por menos de 18 milhões (ideal entre os 18 e 22 milhões, valor da cláusula);
Schaars ou Elias – mas apenas um deles – 8 a 10 milhões.
Em condições normais, serão vendidos os 3 primeiros mas a sua substituição está mais ou menos acautelada.
Na baliza, Marcelo já demonstrou estar mais do que preparado. O regresso de Vítor Golas e uma contratação de um GR a atuar num clube nacional (barato) solucionaria a questão (GR da Olhanense seria opção).
Para DDireito o regresso de Cédric e o recuo de Pereirinha trarão maior consistência defensiva (Arias tem maior propensão ofensiva, mas um ano a rodar não seria má ideia).
Para trinco urge recorrer ao mercado: e neste caso dois jogadores a atuar na nossa liga me enchem as medidas pela raça, poderio físico e abnegação que trariam à equipa: Cauê (Olhanense) e Pape Sow (Académica).
Qualquer um deles reforçaria o jogo aéreo e a equipa não correria o risco de claudicar perante possível lesão de Rinaudo. Também Roberto Sousa, com jogo aéreo menos forte e em fim de contrato seria bom negócio. Considero ser a posição fulcral para qualquer candidato ao título.
A venda de Elias ou Schaars seria colmatada com o regresso de Adrien.
Já a venda do Iceman teria que ser muito bem ponderada.
Só com oferta irrecusável.
Se não sair, seria aconselhável a compra de mais um avançado, mais fixo e com melhor jogo aéreo (Bas Dost, 1,92m, Herenveen / 29 golos na liga holandesa por 4 a 5 milhões) e o regresso de Wilson Eduardo (avançado mais móvel).
A consumar-se a venda de Ricky teriam que se adquirir dois avançados e aí para além do avançado do Herenveen, apostaria ou em Luuk de Jong (Twente, 1,88m/25 golos por 5 a 6 milhões) ou no empréstimo de John Guidetti (Feyenoord por emp. do M.City, 1,85m/20 golos) mas com cláusula de opção de compra. Por falar em avançados móveis, há um no Olimpiakos que me enche as medidas pela sua técnica e enorme mobilidade:
Kevin Mirallas (internacional belga, 1,82m / 20 golos) de um mercado que Freitas conhece tão bem.
Para além destes negócios, dependentes das saídas que vierem a acontecer, é necessário retocar a estrutura deste ano. É obrigatório:
Comprar um grande central - (e despachar de vez Polga).
Em Portugal Ewerton do Braga demonstrou ser muito veloz e extremamente competente no jogo aéreo (mas não será já um líder);
Mercado Internacional: Douglas (Twente) a custo zero ou perder a cabeça e comprar Dedé (com verdadeiro espírito de liderança, mas que atua preferencialmente do lado direito e não é muito veloz);
Para além dos regressos de Vítor Golas, Cédric, Adrien e Wilson Eduardo, chamaria ainda Salomão (para substituir Capel) e Nuno Reis (dependendo sempre da situação de Rodrigues).
Sem grandes loucuras, aqui estaria uma equipa preparada para voltar a rugir bem alto.
GR – Marcelo, Vítor Golas, Fabiano (Olhanense)
DD – Cédric, Pereirinha e Árias (ou empréstimo)
DE – Insúa e Evaldo (será que alguém lhe pega?)
DC – Oguchi, Xandão, Rodrigues (ou N. Reis) e Douglas (ou Dédé, aposta dispendiosa);
Trinco – Rinaudo, Cauê (ou Pape Sow); se não se comprar ninguém promoveria Agostinho Cá.
Médios interiores – Elias, Shaars, Renato Neto (ou regresso de Luís Aguiar), Adrien
Médios centro – Labyad, Matias, André Martins
Alas – Capel, Salomão, Carrilo, Jéffren, Izmailov (as interrogações físicas de alguns destes jogadores levar-me-iam a investir num ala possante – Sami (Marítimo).
Ponta de Lança – Ricky, Rubio, Wilson Eduardo, Bas Dost (só a venda de Ricky implicaria outra aquisição).
É um plantel extenso, mas a condição física de Rodrigues, Izma, Jéffren não permite arriscar. E com a equipa B, poderão sempre rodar (não sei se um empréstimo a clubes nacionais seria melhor para Árias, Nuno Reis, Renato Neto e Rubio).
Claro que preferia não ter de vender ninguém e então bastaria um grande central (veloz e com bom sentido posicional) para o lugar de Polga e um grande avançado para poder, muitas vezes, fazer dupla com Ricky.
Freitas saberá tudo isto melhor do que ninguém.
Saudações leoninas,
Brunix”

7 comentários:

Anônimo disse...

Esta crónica é completamente ridicula, entao vamos vender os nossos activos e voltar a comprar mais 19 jogadores? Como querem ser competitivos se todos os anos andamos a comprar camiões de jogadores? A vender ou despachar são os que não jogam ou os que não trazem qualidade à equipa.

Vamos lá a ser um pouco mais racionais, sff.

òh Brunix deixa lá de ser filósofo.

fabio_scp disse...

concordo plenamente com o 11, a minha unica interrogaçao é evaldo, por min mais valia repescar um jogador emprestado como grimi ou andre marques, nao sao muito bons (tal como o evaldo), mas levam a vantgem idade!.

Anônimo disse...

o problema aqui e que muitos dos jogadores de que ele fala nao veem por esses preços por mim vendia aqueles que nao jogam e dava hipotese aqueles que estao emprestados ou sao da academia

IZMAILOV10VL disse...

OH anónimo, camiões de jogadores?
ntao vlá s sabes contar:
1-CENTRAL
2-TRINCO (se for caue como o sporting tm boas rlaçõs com a equipa algarvia do olhanensse a venda nao será ssim tão despendiosa)
3-AVANÇADO
4-GUARDA REDES (BARATO)
19-4=15 GRANDE DIFERENÇA NÃO!
CONCORDO PLENAMENTE COM O POST!

Carlos Jesus disse...

Grande post! Concordo a 100%!

Tendo em conta que vendas terão de ser feitas a contratação destes jogadores será necessária!

Saem: Rui Patrício (10/15 milhões de €), João Pereira (15 milhões de €)e Carriço (deve sair por 7 milhões de €). Entram nos cofres 32 a 37 milhões de €, ou melhor, saldam-se...

Entram: Fabiano (Olhanense), Douglão (custo zero, Twente), Cauê (Olhanense), regressos de Cédric, Adrien, Salomão e Wilson Eduardo. E, no caso do Wolswinkel sair, compra obrigatória de De Jong (Twente).

Carlos Jesus disse...

Esqueci-me que entra ainda o Labyad e que pode entrar o Hugo Vieira (grande avançado promessa do futebol português) do Gil Vicente, ambos a custo zero!

Anônimo disse...

discordo em quase tudo o que escreveu neste artigo. com essa equipa ficaríamos novamente em 4º e com muita dificuldade