A voz do adepto leonino - "Sá Pinto é opção acertada?"

 “Em primeiro lugar devo dizer, que não fiquei muito surpreendido com a demissão do Domingos, já a nomeação de Sá pinto, foi uma completa surpresa.
Posto isto, devo dizer que não tenho dúvidas quanto ao seu sportinguismo e aquilo que pode trazer à equipa, nomeadamente garra e agressividade, desejando-lhe a maior sorte do mundo, pois o seu sucesso será a alegria de todos nós.
Mas sinceramente tenho muitas dúvidas, como em boa verdade todos os sportinguistas que analisem a sua nomeação à luz da razão e não da emoção.
Ao Sá Pinto para ter sucesso no Sporting não lhe basta ser bom, tem no mínimo de ser excelente.
Temo que ele seja o homem certo para treinar o Sporting, na altura errada.
Os sinais que passam para o exterior ainda são mais preocupantes, pela desnorte que é evidenciado por quem deveria proteger o Sá.
Voltando um pouco atrás para melhor me fazer entender, quando da passagem do Paulo Bento a treinador principal, tinha um adjunto com muita experiência e  conhecimento do futebol português.
Estou a falar do Carlos Pereira.
Pergunto-me como é possível pensar para adjunto de um treinador com pouca experiência (independentemente de toda a qualidade que possa ter) um adjunto como o Dominguez?
 Não tenho duvidas que neste momento para adjunto do Sá pinto só vejo um nome Manuel Fernandes, um homem que sabe de futebol, conhece o Sporting e o futebol português podendo ser a âncora que o Sá precisa.
Caros sportinguistas devo dizer que independentemente do que vier a acontecer, ao Sá pinto não podem ser  atribuídas quaisquer responsabilidades.
Escrevo agora sem esperar por aquilo que pode acontecer porque criticar á posterior é fácil e neste caso até um pouco cobarde.
Arrumando um pouco a questão do Sá Pinto a quem desejo que tenha os maiores sucessos já a começar hoje (o jogo já se realizou).
Se repararmos nas  ultimas escolhas para treinadores do Sporting, elas têm tido uma matriz comum, com os resultados que se conhecem.
Todos treinadores jovens, promissores e sem uma carreira consolidada.
Esse tem sido o problema, pois gostemos ou não o Sporting é um clube difícil de treinar, pelo perfil de um treinador para o Sporting deve ser estrangeiro, com uma carreira consolidada e pormenor importante com títulos.
O Benfica para ser campeão foi buscar uma velha raposa o Trapatoni e não estou a sugerir este nome mas apenas o perfil.
De resto espero que o presidente do Sporting cumpra o seu mandato, pois era sinal que tinha sucesso, caso contrário demita-se já no final da época.
Saudações Leoninas!
Ricardo Dias”

5 comentários:

Anônimo disse...

ja o porto para ganhar tudo foi buscar um tal de vilas boas, que tinha como adjunto um tal de vitor pereira.. enfim... o que tinha o guardiola quando assumiu o barça?

Anônimo disse...

A resposta é simples meu caro...MATÉRIA-PRIMA,DIRECÇÃO CAPAZ,quer mais?

Anônimo disse...

Leva-me a pensar que de acordo com o que li que quem tem 30 e poucos anos tem de esperar até ter 40 e muitos para poder treinar uma equipa? A idade, como todos sabemos não traduz a qualidade, esta ou se tem ou não. Experiência e qualidade não andam de braço dado, muitos há com grande experiência e em qualidade são uma completa nulidade.

Anônimo disse...

No Porto, qualquer um é campeão!

Sá "Punho"!

PG disse...

Pois eu digo antes: Como é possível ter como treinador adjunto Hugo Porfírio ? É incrível. A não ser que ele tenha mudado muito, o que não acredito...