A voz do adepto leonino - "Prata da casa!"

“Vivemos dias conturbados no nosso futebol no que concerne aos jogadores portugueses nos plantéis das equipas profissionais.
O nosso Sporting, eterno merecedor dos maiores e melhores elogios pela imensa escola que ostenta, apenas possui 7 lusos na sua equipa.
Os outros dois, lampiões e tripeiros, têm um acumulado de 12.
O que é que se passará no Sporting para, de um momento para o outro, ter desligado da sua cantera?
Será a obrigatoriedade de apresentar (bons) resultados?
Será má gestão?
Olho para o plantel leonino 2011-2012 e para o leque de emprestados a outras equipas (maioritariamente jogadores recém-saídos dos níveis de formação) e construo a seguinte ideia:
- Baliza: Temos dois jogadores da casa, Tiago e Rui Patrício.
Dois bons futebolistas, dois bons profissionais.
Têm dignificado o clube.
São exemplos a seguir pelos que lá estão e pelos que virão amanhã.
- Defesa: Nas laterais, Arias poderia muito bem ser posto a rodar pois João Gonçalves daria bem conta do recado (visto que Pereirinha corresponde em terrenos mais avançados); Evaldo poderia seria substituído por André Marques (o que é que este jogador fez de tão mau no Sporting para ser preterido face a Evaldo e Grimi? - infelizmente agora vê-se a contas com uma lesão grave, ficam os votos de rápida recuperação).
No centro da defesa a questão é ainda mais pertinente.
Pedro Mendes e Nuno Reis poderiam ocupar o espaço de Polga e Rodríguez (ok, vão dizer que mais depressa sairia o Carriço que o Rodríguez, mas eu não me esqueço que o Carriço já soube e sabe jogar muito bem, tanto que foi nomeado capitão leonino e teve a selecção não suas mãos). Ficaríamos com esta posição melhor entregue (mais juventude, mais velocidade, mais altura, mais garra).
- Meio-Campo: Aqui há qualidade nos estrangeiros.
Rinaudo, Schaars, Elias, Matías, e Izmailov.
Os Andrés hasteiam a bandeira da formação leonina.
Mas há um reparo a fazer.
Luis Aguiar poderia ceder o lugar a um jogador jovem com margem de progressão.
Lembro-me de William Carvalho.
É um jogador como não há outro no nosso plantel e, junto de jogadores de renome como os que  temos, poderia crescer de forma significativa.
- Extremos: Mais qualidade.
Jeffrén, Capel e Carrillo.
Juventude e explosão.
Fantasia e imprevisibilidade.
Estes homens decidem jogos sozinhos.
Pereirinha também entra neste campo e não envergonha ninguém. Contudo Wilson Eduardo não teria lugar?
Temos tantos jogos pela frente (quatro títulos a conquistar) e debilidades físicas nos jogadores desta posição. Pela sua qualidade e polivalência, Wilson daria muito à equipa (já deu... dores de cabeça!).
- Avançados: Wolfswinkel e Rubio são diamantes em bruto.
Não sou muito apologista de comparações, mas não posso deixar de aplaudir as comparações com Huntelaar e Chicharito (muita qualidade, muita arte futebolística).
Mas Bojinov? Ok, não é mau jogador, mas conseguirá impôr-se no Sporting?
Rui Fonte acrescentaria irreverência e Amido Baldé acrescentaria capacidade física.
Nos escalões jovens da selecção têm mostrado bastante valia (até o Postiga e o Djaló tiveram lugar no plantel...).   
Muitas questões são levantadas no que respeita a este tema.
A questão do não desenvolvimento, a questão da imaturidade e a questão da falta de qualidade podem também ser trabalhadas.
Um jogador não cresce se não jogar?
Mas há muitos minutos e muitos quilómetros a ultrapassar em quatro competições de alta exigência física. A rotatividade pode e deve pautar cada época desportiva.
E não nos podemos esquecer de castigos (com a nossa classe de arbitragem, João Pereira e Rinaudo ficarão muitas vezes na bancada, logo, jogadores como Cédric e Adrien Silva gozariam de várias oportunidades ao longo da temporada). Imaturidade?
Também a podemos registar nos jogadores mais rodados (Zidane andou às cabeçadas, Maniche às rasteiras, Pepe aos pontapés, Nesta perde bolas fáceis...) e temos a devida tolerância.
Por fim, falta de qualidade.
Não a notamos em Neymar, Ganso, Lukaku, Pato, Messi, Cristiano Ronaldo entre tantos outros que chegaram a seniores ainda com idade para jogar nos sub-19. Resultado?
São os melhores do mundo e já valeram (ou valerão) milhões aos respectivos clubes.
O jogador português é o produto mais valioso no futebol mundial.
O já mencionado Ronaldo, Nani, Hugo Viana, Simão, Futre, Figo, Quaresma são apenas exemplos de grandes negócios (menciono estes por serem os casos mais mediáticos, e intimamente ligados ao nosso clube).
Nos capítulos desportivo e financeiro, o futebol português tem consolidado a sua posição à frente de grandes potências como a Holanda, Brasil, Espanha ou Argentina.
Mas a lógica prevalecente nos dias de hoje tende a hipotecar o império construído até então. A selecção sub-20 parece não ter sido um "abre-olhos" suficiente (Danilo Pereira regressou ao Parma, Pelé foi adquirido pelo Milan, e muitos jogadores asseguraram lugar no onze de vários clubes de primeira divisão). 
É de apelar aos clubes mais flexibilidade e abertura face aos jovens portugueses. O Sporting tem Ilori, Tobias Figueiredo, Esgaio, João Mário, Chaby, Bruma, Betinho, Mané, entre outros a sair da "escola"... Atenção... Há muito potencial aqui.
É de apelar também à FPF e à liga que regulamente e controle esta problemática do futebol português actual. Os jogadores estrangeiros são importantes para o nosso campeonato. Acrescem qualidade e visibilidade.
Trazem novos valores e mais técnica aos nossos clubes. Mas os jogadores jovens devem ter oportunidades, devem poder lutar por títulos, devem jogar com e contra os melhores, e não devem ter na Grécia, Bulgária e Chipre as únicas saídas enquanto profissionais de futebol.
Jose Martinho”

Adere ao "Movimento, vamos erguer uma estátua a Peyroteo em Alvalade", já somos mais de 300!

6 comentários:

apaixaofutebol disse...

Quer troca de links ?

http://apaixaofutebol.wordpress.com/

Obrigado,
A Paixão : Futebol

Anônimo disse...

a académica já se apercebeu! olha a ver se o Adrien e o Cedric não são titulares !

EmizSCP

liedsonscp1 disse...

isso é tudo muito bem pensado mas esses jogadores portgueses que referiste são jovens e nenhum jogador que teja ai referenciado ia entrar para o nosso 11, portanto estão a crescer noutras equipas...bom post
SL

Lomba disse...

Vamos por pontos:

1 - Concordo contigo com o João Gonçalves. Merecia uma oportunidade.

2 - Discordo com a troca Pedro Mendes e Nuno Reis pelo Polga e Rodriguez. Agora o Rodriguez é mau? Tinha mais lógica que trocasses pelo Polga e Carriço. Carriço já provou que é péssimo. Não passa de um produto de Marketing.

3 - André Marques? Já teve as suas oportunidades e provou que não passa de um jogador mediano.

4 - Quanto ao meio campo nada a dizer. Concordo em absoluto.

5 - Relativamente ao Pereirinha é outro que já provou que não passa de um jogador mediano. Preferia um Iuri Medeiros.

6 - Rui Fonte e Baldé? Discordo. Preferia um Betinho a este dois. Betinho, se for bem acompanhado, será craque dentro de uns anos.

Anônimo disse...

o Rui Fonte nem para o Setubal serviu.. enfim... sonhadores...

Anônimo disse...

Parei de ler aqui...

"Pereirinha também entra neste campo e não envergonha ninguém".

Leon