A voz do adepto leonino - "Somos todos treinadores de bancada"

“Subtítulo: Vamos ganhar ao Nordsjaelland, obviamente!
O nosso Sporting muito prometeu mas nos últimos seis jogos, três deles oficiais, mas não tem cumprido, pelo menos no capítulo da finalização e isso está a causar grande “inpaciência” (leia-se ansiedade) quer aos adeptos, quer ao Domingos.
Amanhã, pelas 21h15, temos novo desafio em Alvalade e cabe aos jogadores mostrarem que o leão está farto que ponham em causa o seu lugar, que é de Rei.
Eu penso que a equipa está numa fase de adaptação e tem revelado bons pormenores, mesmo a nível de organização mas deixa-se abalar pela ansiedade e parece já não acreditar que sabe ganhar. Mas isto é daquelas coisas que de um momento para o outro muda e eu acredito que, começando a marcar e a ganhar, este Sporting dá que falar…mas é preciso começar já, que já vamos com 3 jogos de atraso!
Para isso, há dois ou três factores que são fundamentais. Primeiro, um estádio cheio e a apoiar a equipa – isto não tem faltado!
 Depois, é preciso os jogadores saírem do balneário motivados e moralizados – para isso, penso que o Domingos é a pessoa indicada; Por último, e é ai que penso que temos pecado, temos que perceber quais são as nossas fragilidades e quais as soluções que temos (em vez de perdermos tempo, como muitos têm feito, a imaginar o que deveríamos ter).
Quem perde muito tempo a meditar acerca do que seria óptimo não consegue sequer atingir o bom.
Esta equipa tem qualidade, tem soluções e se tiver tranquilidade e confiança, atingirá todos os objectivos traçados.
Voltando um pouco atrás, ao terceiro aspecto que referi, penso que a equipa técnica tem falhado nessa avaliação das fragilidades da equipa, ou pelo menos nas soluções.
Muitos começaram por apontar como maior fragilidade deste Sporting o sector defensivo.
A mim, por outro lado, não me preocupa o que tem acontecido do meio campo para trás mas antes o que não tem acontecido do meio campo para a frente: golos, criatividade, bom aproveitamento dos espaços, passes curtos (como vimos na pré-época), etc.
Para contrariar isto, parece-me importante fazer algumas alterações tácticas, nomeadamente:
Jogar com dois pontas de lança, um mais móvel e outro mais fixo. Já se viu que Postiga sozinho na frente não é solução e que Ricky precisa de um apoio mais próximo dele. Assim, eu optaria por pôr o Ricky fixo na frente e o Rubio ao seu lado mas mais recuado e ligeiramente descaído sobre a direita, podendo atacar a baliza ou ir á linha e cruzar.
Depois, uma vez que Jeffren está lesionado, abdicava de extremo direito.
Rubio mais descaído sobre a direita seria um apoio nas manobras ofensivas, João Pereira tinha que ser um atacante activo e surgiria um terceiro elemento a envolver-se ocasionalmente nas jogadas pelo flanco direito que seria Izmailov.
Este último iria jogar não colado à linha, como Capel faz no outro lado, mas numa área intermédia entre o centro e o flanco, podendo criar desequilíbrios nas duas áreas, uma vez que poderia utilizar a velocidade para atacar pela linha e a técnica e qualidade de passe/visão de jogo para desequilibrar pelo meio, apoiando Schaars que, a meu ver, tem andado apagado por aparecer muito sozinho naquela zona central.
Parece-me que estas alterações não alteram assim tanto o sistema táctico mas mais as posições/movimentações dos atletas e resolvem os problemas que temos tido do meio campo para a frente. Ficaríamos assim a jogar num 4-3-3 que foge um bocadinho ao clássico com Evaldo, Polga, Carriço e João Pereira no eixo da defesa; Rinaudo, Schaars e Izmailov no miolo e Capel, Wolksvinkel e Rubio na frente de ataque.
Independentemente de tudo isto, tenho três certezas: tanto amanhã como no domingo eu estarei lá, em Alvalade, a apoiar o nosso Sporting com todas as minhas forças; o Sporting vai jogar bem e, com a ponta de sorte que nos tem faltado, ganhar; o Sporting é e continuará a ser, ainda que isso incomode muita gente, muito, muito grande!
Saudações leoninas,
GreenHeart03”

Um comentário:

Sousita disse...

Ke acham da ideia de o sporting mandar todos os jogadores da academia de alcochete embora,e começarmos a treinar arbitros........é a unica soluçao para acabar com esta podridao ke o futebol em portugal se tornou....haaaa e ja agora digam ao Domingos "nosso treinador"para encostar aquele evaldo,porque ele farta-se de meter os pes pelas maos durante todo o jogo.....