Bloco de notas do adepto - "Os médios do Sporting"

“Caros amigos,
Começo por fazer uma breve análise à partida de ontem contra o Valência. Todos estávamos à espera de um exibição de encher o olho, e verdade seja dita, encheu e de que forma! Foram cerca de 50 mil que encheram as bancadas de entusiasmo e alegria, esperando a retribuição por parte do Sporting com uma boa exibição e principalmente (penso eu) golos! Os golos apareceram, foi e é sempre nas nossas redes. Não escondo o meu desgosto com o resultado final, mas tiro o meu chapéu a todos que avivaram a chama verde e branca, tendo ido á apresentação da nossa equipa.
Relativamente ao principal tópico, Médios, está à vista de todos que o Sporting este ano está muito bem servido de médios, aliás pode estar tão bem servido como nos últimos anos nunca esteve.
O ano passado quando nos deparámos com Maniche, Pedro Mendes constantemente alvo de lesões, Izmailov praticamente desaparecido, Matias Fernandez algo intermitente e Zapater que sempre se tardou em afirmar víamos uma posição claramente deficitária no centro do meio campo.
Nas alas Valdés que pecava pela falta de resistência (raramente aguentava 90 minutos a um ritmo elevado), Cristiano um autêntico flop, Vukčević um jogador que ofereceu sempre mais problemas do que soluções, o excesso de individualismo contribui para a decadência da sua imagem como jogador.
Diogo Salomão, um miúdo com bom toque de bola, aqui e ali capaz de criar desequilíbrios mas pouco mais se podia exigir. André Santos acaba por ser na minha opinião como o único que poucas ou nenhumas criticas pode levar, tendo sido ele um dos pilares da equipa do Sporting da época passada e quem sabe um dos responsáveis pela época digna que a equipa protagonizou. Perante isto nós deparávamo-nos com uma série de problemas que se exigiam que fossem resolvidos para a corrente época ocorrer sem os incidentes da época transacta. E foi dessa maneira que Carlos Freitas e Luís Duque atacaram fortemente o mercado, fazendo tantas contratações que desde já pegaram de estaca como outras que espreitam uma oportunidade no onze.
Stijn Schaars – Este mágico holandês veio trazer um enorme equilíbrio a toda a equipa do Sporting. Muito ponderado nos passes, inteligente na criação e distribuição de jogo são só algumas das características do holandês que se caracteriza por ser um exímio executante de bolas paradas (vendo o jogo contra a Juventus não conseguia distinguir quem marcava com mais precisão e qualidade os livres e os cantos, se Schaars se Pirlo).
Marat Izmailov – O russo tem sido umas das vítimas do número 7 dos últimos anos no Sporting. As lesões são constantes, tapando por completo potenciais épocas brilhantes do Czar. É por isso que estando aparentemente recuperado da lesão que lhe tem afectado o joelho, Izmailov pode ser um elemento chave para um Sporting vencedor, para um Sporting campeão. Dotado de uma técnica notável, tem espalhado qualidade e exuberância pelos relvados nacionais. Marca e dá a marcar grandes golos, podendo vir a ser (passo a expressão) um jogador que resolve o jogo numa jogada individual.
Diego Capel – O “Futre” espanhol é o espelho da excelente prospecção de mercado que Carlos Freitas e Luís Duque têm vindo a fazer. Um jogador de selecção espanhola S-21 que actua preferencialmente pelo lado esquerdo entra praticamente de caras no onze, obrigando assim que Yannick realize uma época no mais alto nível para competir com o fantástico espanhol. Um negócio que em épocas transactas era impensável para as cogitações leoninas vai afirmar-se como a grande contratação do Sporting 2011/2012. O investimento de cerca de 3.5 Milhões de euros, na minha opinião, acaba por ser um investimento muito positivo tendo em conta a relação qualidade/custo. Penso que podemos esperar uma época de grandes destaques do número 11 sportinguista.
Matías Fernández- O número 10 do Sporting. Matias não tem tido nem espaço nem plantel onde se afirmar. Ainda não conseguiu encontrar a estabilidade que necessita para realizar uma época de que todos estamos à espera. Foi dos poucos elementos que se conseguiu evidenciar no ultimo par de épocas negativas com jogos onde esbanja classe e tem pormenores deliciosos que animaram as hostes leoninas em tempos de “crise”. Podemos então esperar uma boa época do chileno, porém preocupa-me o actual sistema táctico que de certa forma não disponibiliza a posição de 10, a posição natural de Matías tendo ele, para jogar, de se adaptar a uma posição mais recuada, mais próxima do meio campo do que do ataque.
Fabián Rinaudo – Grande contratação do Sporting. Um médio defensivo à antiga, um recuperador de bolas exímio que deve entrar a par de Schaars de caras no onze leonino. Pouco mais à para dizer sobre ele, qualidade indiscutível, adquirido a um preço muito acessível tendo em conta a sua qualidade. Todavia Rinaudo é um jogador pelo qual receio, pois o Sporting não sendo o benfica ou o porto vai ter uma forte oposição ao jogo que Rinaudo pratica por parte da arbitragem. Tendo um grande jogador como Rinaudo a actuar no Sporting tenho receio que a incompetência e a eventual corrupção na arbitragem portuguesa actuem como “entidades” que inviabilizem o estilo de jogo de Rinaudo.
Luis Aguiar – Vou ser breve e sucinto em relação ao Luís Aguiar. Não me posso referir a Luís Aguiar como uma movimentação de mercado nem positiva nem negativa por parte de Carlos Freitas ou Luís Duque pois não foi nenhum dos dois que motivou a compra do uruguaio que representava o Peñarol mas sim Domingos Paciência. Veio a custo zero e representa um m batedor de bolas paradas e pode actua com facilidade com qualquer um dos pés, contudo não tem a criatividade ou a inteligência táctica que tanto Schaars e André Santos possuem. De todas as contratações esta é a que menos entusiasmo me suscita, mas Deus queira que eu me engane e que ele me faça engolir um grande sapo e faça uma excelente temporada.
André Santos – Das poucas pérolas da formação que se têm conseguido afirmar no Sporting nos últimos tempos. Nos últimos anos são cada vez menos os jovens com talento inegável que entram no Sporting. Uma diferente abordagem da nova direcção, preterindo a formação por contratações? Talvez. A verdade é que André Santos foi o último jogador da cantera leonina que provou ter qualidade para envergar a camisola verde e branca e que o realiza com qualidade. Levanta me uma ligeira preocupação a sua actual posição no plantel às ordens de Domingos Paciência, pois vai ter de ser um dos elementos a lutar pela vaga restante no meio campo do Sporting depois de as outras duas estarem naturalmente destinadas as Rianudo e Schaars. Apenas tenho esta ligeira preocupação relativamente a André Santos pois na minha óptica é um jogador fenomenal, que mais ano menos ano está com certeza na selecção nacional e que a pouca utilização, ou a intermitência das suas participações em jogos do Sporting o possam descredibilizar e impedir a sua formação e respectivo desenvolvimento máximo das suas qualidades.
André Martins – Mais um na luta por um lugar no meio campo, todavia é o que parte em piores condições para garantir o seu objectivo. A sua tenra idade e a pouca experiencia criam uma grande barreira às ambições e possibilidades de uma possível titularidade de André Martins. Na minha opinião é um jogador que ainda precisava de rodar mais um ano.
Tendo então feito uma análise ao meio campo do Sporting deixo a questão no ar, estará o Sporting bem fornecido de médios? Estarão as lacunas e as deficiências do ano passado preenchidas? Eu acredito que sim e acredito a cem por cento nos meio campistas verde e brancos desta época, nos médio campistas que nos iram levar às glórias há tanto pretendidas pela direcção e massa associativa!
Vamos dar a mão á equipa!
Vamos ser o 12º jogador!
Não se desmotivem por um deslize da equipa, por um mau resultado. Os erros existem e são para ser cometidos! O “sonho “ esteve no estádio José de Alvalade ontem à noite, e ele não morreu nem esmoreceu, apenas pôs os pés no chão, para podermos voar ainda mais alto!
Saudações Felinas,
Ricardo MPB”


Entretanto o blog apresenta mais um parceiro, refiro-me ao site que vou expôr o banner abaixo, sempre que quiserem visitar um site de apostas basta verificarem o site abaixo descrito que vai ficar com o seu banner na barra lateral direita do blog como site parceiro.

Um comentário:

Anônimo disse...

muito bom, concordo plenamente,
grande texto,

precisavamos desta derrota pois ja toda gente dizia que iamos ser campeoes e nao sei qué.. assim temos os pes bem assentes, mas o sonho esta la e esta lançado temos equipa para isso

cumprimentos SL