A voz do adepto leonino - "Foi dia de mudança"

“Foi dia de mudança…da hora
Votei cedo. Ainda não era meio-dia. Havia muita gente e respirava-se um ambiente de esperança misturada com expectativa.
Ao longo do dia adivinhava-se um desfecho, a nação sportinguista animava-se com as sondagens. O candidato à assembleia-geral da lista A, chegou mesmo a felicitar Bruno de Carvalho.
E então, já tão tarde que já era cedo, ao jeito de um “twist” cinematográfico, qualquer coisa das contagens e afinal o novo presidente do Sporting é GL.
Ainda bem que o meu voto, que sou sócio desde que ganhei o meu primeiro ordenado, vale uma merda, e que portanto sou menos sportinguista que outros. As velhas raposas, gravatas verdes chupistas.
Ainda bem que esta confusão tão mal explicada, e um presidente com o mesmo carisma que um caracol.
Imagino nas hostes de tripeiros e lampiões, o respeito que já inspira este engenheiro da nova ordem do nada muda.
Ainda bem que começou tão bem este reinado promissor. Viu-se o quão animados estavam os 20 adeptos que saudaram o Sr. Eng. na sala de conferências.
Adivinham-se estádios cheios, alegrias e esperanças, inspiradas pelo discurso tão bem articulado e galvanizador do novo presidente.
Deve ser coincidência infeliz o movimento de contestação que observo na net, na rua, nos cafés. Na verdade estamos todos muito contentes. Vamos lá então Sr. Eng. dar confiança aos nossos jogadores que a sua lista prometeu vassourar.
Vamos lá então, mas o Sr. Sozinho e as cadeiras coloridas a fingir multidões como se fingem votos, que eu não pago mais cotas, não entro mais no estádio e não sofro mais com o Sporting, porque já não o conheço. Não me identifico.
Mudou a hora e nada mais. Foi uma noite de fantochada, que pelo menos teve menos uma hora para ser lembrada.
Coisas de lagarto”

Nenhum comentário: