Flop de 2010 é?

A palavra flop tem variadíssimas designações, as que eu conheço são:
- baque;
- fracasso ou fracassar;
- fiasco;
- melar.
Destas todas qual a melhor para classificar alguns dos acontecimentos do ano de 2010 do Sporting?
A palavra fracasso só pode estar associada á gerência da actual SAD do Sporting mas a quem atribuir a designação de maior flop na estrutura directiva do Sporting?
A palavra baque que também designada por fracasso é associada á atitude de Costinha como dirigente do Sporting.
A palavra fiasco tem “agarrada” muitas situações do futebol do Sporting nestes últimos dois anos:
- A contratação de Paulo Sérgio pode ser considerada um grande fiasco não só pela forma como o Sporting nos apresenta duas faces de comportamento como também se pode chamar de fiasco a contratação de Paulo Sérgio pelo valor da sua contratação…600 mil €.
- A contratação de Nuno Valente pode ser considerada um fiasco?...a sua entrada no Sporting justifica-se como?
- Costinha no Sporting é?...
- Vale a pena falar mais de Pongolle?...
Onde estão os energúmenos que chegaram aqui a dizer que Pongolle ainda iria calar muita gente!?
- Caicedo pode ser considerado um fiasco?
- Pode-se considerar as contratações de Torsiglieri, Maniche e Valdés um total fiasco?
- Que designação dar às contratações de Timo e Tales?
Quem ou o quê se pode considerar o maior flop do ano de 2010 no Sporting?
Deixei a palavra melar para o final porque a maior vergonha deste ano que acabou por ser a forma como o nosso presidente trata os nossos “inimigos”…sim não são só adversários…
As contas do clube são um fracasso?
Foi um ano de fracassos, flops e melações (vassalagem)!
O ano de 2010 é um ano para recordar, avaliar e não cometer os mesmos erros!
Só há dois caminhos para o nosso clube, o retorno ao caminho do sucesso…ou a continuação na estrada do fracasso…e quem sabe da “belenencização”.

5 comentários:

Anônimo disse...

o grande flop de 2010 é:o sporting até morrer

andre disse...

eu não percebo o que é que tu tens contra o torsi para o achares fraco...ele simplesmente ta em adaptação e e bom jogador!!! Tu desculpa lá mas es dospiores avaliadores de jogadore que conheço....

Anônimo disse...

sem duvida que o maior fracasso foi pongolle e o fiasco antecipado foi o senhor jeb e costinha!!!!!!
mas eu fiu dos poucos que disse que o pongolle ia ser um flop,mas ninguém acreditou e agora está aqui a prova,tá la na espanha e nem se ouve falar dele!!!!

António Lopes da Costa disse...

Não percebo a embirração com Pongolle. Os sportinguistas foram na esparrela da comunicação social, porque o Pongolle não é tão mau quanto o quiseram pintar.
Quer se goste quer não, o Sporting passou mal devido à lesão de Pedro Mendes. Caso contrário, Maniche teria tido um papel ainda mais determinante e André Santos teria evoluído ainda mais rapidamente.
Não consigo encontrar nenhum fiasco. NAC precisa de maturidade, Torsi de algum discernimento, Evaldo e Yannick de alguma confiança, João Pereira foi bem comprado. Valdés cumpre mas apaga-se muito rapidamente. Salomão foi um risco calculado.
Claro que o Sporting rendeu menos do que devia. Falta-lhe um central indiscutível para jogar ao lado do Carriço até que Torsi, Reis e NAC ganhem maturidade. Falta um extremo mágico e um avançado.
O Sporting deveria tentar fazer um esforço para se reforçar com Salvio. É bom jogador, é um alvo possível e confortava-nos o ego. Outra possibilidade seria Rodriguez, que o Porto quer vender.
Avançado? Samaras por uns trocos mais Caneira seria uma opção razoável pelo menos até ao fim da época.
Se assim fosse, um Sporting com Rui Patrício (melhor GR português), Evaldo, João Pereira, um bom central e Carriço; Santos, Maniche, Mendes; Vuk, Salvio/Rodriguez e Samaras.
Como segundas escolhas haviam jogadores como Matias, Liedson, Izmailov, Valdés. E a este grupo de jogadores juntaria-se, no verão, Adrien, Nuno Reis e Wilson.
Aí sim, teriamos equipa para jogar para o título.

Anônimo disse...

lol é isso mesmo 1º anónimo, este gajo lamp frustrado é o maior flop, toda a gente sabe que ele é lamp ahahahahaha